Pages

 

segunda-feira, 10 de maio de 2010

Porque alguns milhos de pipoca não estouram?

2 comentários
Você já se perguntou porque o grão do milho de pipoca é amarelo e quando estoura fica branco? Pois é, muitas vezes não sabemos nem o que é aquilo que comemos.

Primeiro vamos saber o porque o milho de pipoca estoura.

Os milhos estouram e viram pipoca porque ao aquecermos milho a umidade presente no interior dos grãos se transformam em vapor, e quando o vapor gera um nível de pressão maior do que o milho suporta a casca acaba estourando.

Mas porque alguns milhos não estouram?

Alguns milhos de pipoca não estouram porque apresentam pequenos furos na casca, com isso, não é possível atingir pressão suficiente para estourar o milho.
.
Quanto a pergunta inicial desta postagem, eu não tenho a resposta, se alguém souber, por favor, me avisem.
Read more...

domingo, 9 de maio de 2010

FAÇA VOCÊ MESMO: Perfume

23 comentários


Precisando de essências? Conheça a loja do Quimicoweb: www.fabricadeperfumes.com.br






Veja também os tutoriais no nosso canal no Youtube.







ANTES VAMOS CONHECER UM POUCO SOBRE PERFUME

Um ser humano tem cerca de 5 milhões de células receptoras de odores nas cavidades nasais, enquanto um coelho dispõe de 100 milhões e um cão de caça cerca de 200 milhões. Mesmo estando em devantagem, o olfato é um dos sentidos mais apurados do seres humanos (é cerca de dez mil vezes mais sensível que o paladar) e está ligado as emoções, sensações e impulsos sexuais.

Acredita se que os perfumes primitivos surgiram quando o homem passou a dominar o fogo, há mais ou menos 500 000 anos a.C., e provavelmente estava, associados a atos religiosos. Os deuses eram homenageados com a oferenda de fumaça provenientes da queima da madeira e folhas secas. Mais tarde essa pratica foi sendo incorporada pelos sacerdotes dos mais diversos cultos, que utilizavam folhas, madeiras e materiais de origem animal e incenso, na crença de que a fumaça com cheiro adocicado levaria suas preces até os deuses.

A palavra perfume, portanto, tem origem nas palavras latinas per, que significa “origem de”, e fumare, que significa “fumaça”.

Todo Perfume é preparado basicamente de quatro ingredientes básicos:

ESSÊNCIA: mistura de substancias aromáticas que podem ter origem vegetal, animal, sintéticas ou ser a combinação de componentes aromáticos de origens diversase que é responsável pelo aroma característico do perfume.

SOLVENTE:
usado para dar ao perfume a concentração desejada de essência.


CORANTE: é de uso opcional e pode tornar o produto mais atraente para o consumidor. Os mais comuns são a clorofila, o sândalo e a colchonilha.

O aroma proporcionado por uma essência é denominado fragrância.

Inicialmente os perfumes eram classificados conforme a origem de suas fragrâncias, assim havia perfumes florais, verdes, frutais, amadeirados e almiscarados.

Atualmente os perfumes são compostos de misturas de fragrâncias que podem ser classificadas em 14 grupos, conforme volatilidade (rapidez de evaporação) das substancias componentes.

O químico perfumista procura compor a essência do perfume de modo que a evaporação ocorra em três fases distintas, denominadas “notas”. As notas do perfume devem ser harmônicas como as de uma musica; para isso é preciso que todos os componentes combinem entre si e ressaltem as qualidades uns dos outros.

NOTA DE CORPO (ou nota de cabeça): é o primeiro odor que se percebe. É proveniente dos componentes mais voláteis da formula. Dura em média 15 minutos.

NOTAS DE CORAÇÃO:
é o odor intermediário ou a resultante olfativa e exprime o conjunto dos sinais de todos os componentes de modo agradável e harmonioso. Pode ser sentida após 3 ou 4 horas.


NOTAS DE FUNDO: é o odor mais persistente do perfume, obtido com fixadores, normalmente produtos de origem animal, como âmbar-cinzento e almíscar. É sentida em 5 ou 12 horas.

Os perfumes podem se apresentar na fase sólida ou liquida, os sólidos são constituídos por uma base cerosa – álcool cerílico ou esteárico – impregnada de essência concentrada. 

Já os perfumes líquidos, que são mais comuns, são misturas de óleos essenciais dissolvidas em um solvente, geralmente uma mistura de água e álcool etílico. Veja no vídeo quais são as diferenças entre o óleo essencial e a essência.

 



Conforme a quantidade de essência utilizada, os perfumes são classificados da seguinte forma:

Clique sobre a tabela para visualizar melhor a imagem



Depois que o solvente e a essência são misturados, é preciso deixar um tempo de maceração para que o odor se desenvolva plenamente.

O aroma de um perfume vai depender não só de sua composição, mas também de fatores externos como:

Temperatura: conforme a temperatura, o perfume evapora com maior ou menor rapidez. Num ambiente fechado, com temperatura moderada o perfume exala com mais expressão.

Recepção olfativa: após certo tempo sob ação olfativa de um odor qualquer, a percepção do aroma se atenua ocorrendo a fadiga olfativa (perda da capacidade de sentir a intensidade de um odor ou mesmo percebe-lo). No caso de um perfume isso pode ser causado por alguns de seus componentes, como as iononas, que inibem as extremidades nervosas dos órgãos olfativos.

Assimilação biológica: são reações que os componentes do perfumes sofrem em contato com a pele de cada individuo 9 em função do suor, hormônios, circulação, cor da pele, etc.), fazendo com que ele adquira uma personalidade diferente em contato com pessoas diferentes.

Não são raros os casos de pessoas que apresentam alergia aos ingredientes usados na formulação de perfumes. Essências como as de anis, bergamota, canela, citronela, cravo, gerânio, hortelã, safrol, sassafrás, dentre outras, podem originar dermatites (inflamação da pele), manchas cutâneas e febre do feno (rinite).



TEMPO DE FIXAÇÃO DOS PERFUMES

Clique sobre a tabela para melhor visualização da imagem


OBSERVAÇÃO: Deocolônia é uma denominação nacional, pois, se trata de uma mistura feita especialmente para o nosso clima, produzindo uma sensação refrescante após o banho. Entenda melhor sobre a classificação dos perfumes e a fixação em função da quantidade de essência.

Normalmente os perfumes chamam a atenção não só pelo aroma que possuem mas também pelo design dos frascos, muitas vezes assinados por artistas de renome.

O livro “O perfume, História de um assassino” (1985), resume bem o poder do olfato no seguinte trecho: “...as pessoas podiam fechar os olhos diante da grandeza, so assutador, da beleza e podiam tapar os ouvidos diante da melodia ou de palavras sedutoras. Mas não podiam escapar ao aroma. Pois o aroma é irmão da respiração. Com esta, ele penetra nas pessoas, elas não podem escapar-lhe caso queiram viver. E bem para dentro delas é que vai o aroma, diretamente para o coração, distinguindo lá categoricamente entre atração e menosprezo, nojo ou prazer, amor e ódio. Quem dominasse os odor es dominaria o coração das pessoas”.


RECEITA BÁSICA PARA UM PERFUME COM 15% DE ESSÊNCIA

REAGENTES E APARELHAGENS

- 662,5 mL de álcool de cereais 96° GL
- 150 mL de essência 
- 20 mL de propilenoglicol (1,2 propanodiol)
-207,5 mL de água destilada
- 1 garrafa escura (âmbar) de 1,5 litro.

NOTA: a graduação GL (Gay Lussac) indica a proporção água+álcool, no caso de 96° GL indica que em cada 100 mL de álcool haverá 96 mL de álcool e 4 mL de água.


Procedimento
a) Adicione o álcool de cereais na garrafa
b) Adicione lentamente aa essêencia dissolvendo-a completamente.
c) Adicione o propilenoglicol, agite bem.
d) Acrescente a água destilada.
e) Evite deixar o perfume exposto a luz, armazene por pelo menos 5 dias antes de vender ou usar.



 



Como a qualidade do perfume depende da qualidade da essência, alertamos ao leitor que existem pessoas que agem de má fé a adulteram as essências, procure se informar sobre a procedência e o fornecedor da essência.

O Quimicoweb fornece essências finas para perfumaria e também essências para cosméticos e artesanato, são essências de alta qualidade, padrão internacional, para conhecer nossos produtos CLIQUE AQUÍ, são as mesmas essências que utilizo na minha empresa, acesse o site e veja o que meus clientes falam sobre meus perfumes.

FAMÍLIAS OLFATIVAS

Cada perfume é resultado da combinação de notas básicas como madeira, floral, spice, oriental e frutal, que determinam se a fragrância é jovem, refrescante, moderna, sensual, etc. De acordo com a composição das notas, as fragrâncias são classificadas em famílias olfativas.


CLASSIFICAÇÃO OLFATIVAS ESSENCIAS FEMININAS

a) CÍTRICA/ AROMÁTICA
Este tipo de fragrância é viva, leve, refrescante e energética. A durabilidade não é essencial. Composta de notas cítricas como ( limão, bergamota, tangerina, mandarina, laranja) ou ervas aromáticas ( tomilho, sálvia, menta, alecrim, anis).

b) LAVANDA
Caracteriza-se pela predominância da nota lavanda. As notas de lavanda são puras e transmitem muito frescor, são alegres e vibrantes. Fragrância na qual o O Boticário foi pioneiro.

Matérias-primas utilizadas na composição desta fragrância: lavanda, gerânios e musk.

c) FLORAL
c.1) FLORAL BOUQUET
É a combinação harmoniosa de duas ou mais fragrâncias complexas de flores, onde predominam as notas florais, dos mais simples aos mais completos bouquets.

Expressam refrescância, natureza, delicadeza, fineza, romantismo e feminilidade.

Matérias-primas utilizadas na composição desta fragrância: rosa, jasmim, violeta e cravo.

c.2) FLORAL ALDEÍDICA
Elaboradas com aromas florais com a adição de notas aldeídicas. Os aldeídos foram os primeiros ingredientes sintéticos na perfumaria. Importantes por seu impacto, força, presença.

c.3) FLORAL VERDE/FRESCO
Elaborada em notas florais com a adição de notas verdes, lembram o frescor de folhas, plantas, gramas e alguns vegetais.

São notas frescas, limpas, esportivas e naturais. As matérias-primas são: folhas de violeta, jacinto, grama cortada, folhagem.

c.4) FLORAL FRUTAL
Tendência moderna e atual de combinar florais às notas frutais, resultando em perfumes de característica refrescante. Muito usadas em notas de saída pelo seu caráter volátil.

Vistas como frescas, jovens, saborosas e divertidas.

Matérias-primas utilizadas na composição desta fragrância: pêssego, damasco, abacaxi, melão, manga e maracujá.

c.5) FLORAL FRUTAL AQUOSO
Elaboradas em notas florais com adição de notas ozônicas, marinhas e aquosas.
Utilizam-se as seguintes matérias-primas: melão, melancia, lírios d’agua, juncos d’agua.

c.6- FLORAL ESPECIADA
Elaboradas em notas florais com nuances de especiarias.

As principais especiarias são o cravo, a pimenta e noz moscada.

c.7) FLORAL AMBARADO
Notas florais adicionadas às notas quentes e envolventes do âmbar.

d) FLORIENTAL
As fragrâncias florientais são baseadas na combinação de notas florais com adição de notas orientais. Combinam a beleza e a popularidade do bouquet floral com a sensualidade e a longa duração das fragrâncias orientais.

d.1) FLORIENTAL ESPECIADA
Família oriental com elementos florais e spicy. Matérias-primas utilizadas na composição desta fragrância: cravo, canela, vanilla , noz moscada e flor de laranjeira.

d.2) FLORIENTAL AMADEIRADO
Combinação de notas florais orientais com adição de notas amadeiradas. As matérias-primas são: Sândalo, cedro, patchouli, madeiras transparentes.

d.3) FLORIENTAL FRUTAL
Combinação de notas florais e orientais com aspectos de notas frutais frescas (melão) ou frutais doces (pêssegos, uva, abacaxi, coco )

d.4) - FLORIENTAL GOURMAND
Combinação de notas florais e orientais com notas Gourmand (gustativas) como Algodão doce, bala toffee, caramelo, café, chocolate e outros que remetem aos cheiros da infância.

e) ORIENTAL
São notas que fazem lembrar os odores do Oriente, como as resinas adocicadas, os bálsamos da Arábia, as especiarias da Índia e o almíscar (musk).
Os orientais são associados ao sândalo e à baunilha, dando mais transparência às fragrâncias. Desta maneira, estas fragrâncias estão sendo mais aceitas durante o dia, sem deixar um grande rastro.
Transmitem mistério, exotismo e sensualidade.
Matérias-primas utilizadas na composição desta fragrância: sândalo, vanilla, bálsamo e patchouli.
e.1) ORIENTAL ESPECIADA
Às notas orientais são incorporadas notas especiadas como o cravo, canela, pimenta doce.
e.2) ORIENTAL AMADEIRADA
Às notas orientais são incorporadas notas amadeiradas como o sândalo eo cedro.
e.3) ORIENTAL AMBARADA
Às notas orientais são incorporadas notas ambardas como o âmbar a vanilla

f) CHYPRE
O Chypre é uma combinação de madeiras e musgos. Os chypres são quentes e muito fixados.

f.1) CHYPRE ORIENTAL
Combinação de madeiras e musgos, sândalo, patchouli, musgo de carvalho, musgo de árvores e a adição de notas doces, âmbar, vanila.

f.2) CHYPRE FLORAL
São normalmente Chypres mais leves, não deixando de ser envolventes.
Combinam notas florais, amadeiradas e musgos.

f.3) CHYPRE FRUTAL/VERDE
As fragrâncias Chypre (madeiras e musgos) são adicionadas de notas frutais.

g) MUSK/ALMISCARADAS
São fragrâncias que transmitem bem estar, aconchego, calor, sensualidade.
Originalmente o Musk era natural, atualmente um odor químico substitui o original. Notas almiscaradas também são associadas à florais (white musks). Usado em fragrâncias femininas e masculinas.



CLASSIFICAÇÃO OLFATIVAS ESSENCIAS MASCULINAS

a) CÍTRICA / AROMÁTICA
Deriva de notas cítricas como limão, bergamota, mandarina, laranja, com notas de ervas aromáticas ( menta, alecrim, anis). Em geral são simples e voláteis.

b) FOUGÉRE
As notas Fougére são baseadas em um acorde ou combinação de ingredientes. No século passado as fragrâncias masculinas eram predominantemente Fougére. 

Este tipo de fragrância é fresca, combinando notas cítricas, verdes, herbais, gerânio e lavanda.

A família Fougére evoluiu nos últimos anos com novos acordes frescos utilizando notas florais, frutais e verdes. A percepção geral é limpa, vibrante, natural e fresca. Estes novos acordes são também incomuns devido a permanência do seu frescor durante todo o uso da fragrância. É a mais expressiva dentro das famílias masculinas, e com o maior número de lançamentos.

b.1) FOUGÉRE CLÁSSICO/ AMADEIRADO
Impressão de odores de madeira dentro do tema da fragrância.
Para homens com espírito esportivo ou clássico, hoje ganha adeptos femininos.
Matérias-primas utilizadas na composição desta fragrância: gerânio, sândalo e lavandin.

b.2) FOUGÉRE HERBAL/ AROMÁTICO
Esta combinação marcante e harmônica, que normalmente é utilizada em colônias masculinas, no Brasil também tem grande aceitação pelo público feminino.
Matérias-primas utilizadas na composição desta fragrância: manjericão, sálvia, rosmarin e pinho.

b.3) FOUGÉRE FRESCO
Fragrância Fougére adicionada de notas cítricas frutais e notas marinhas, aquosas, verdes e frescas.

b.4) FOUGÉRE AMBARADO
Fragrância Fougére adicionada de notas quentes do ambar.

c) AMADEIRADO
Baseadas em madeiras clássicas como vetivér, sândalo e cedro. Elas são únicas em seu caráter. Na Europa são consideradas clássicas e elegantes.

d) CHYPRE
d.1) CHYPRE AMADEIRADO
Transmite sofisticação e fixação. Predominantemente masculinas.
d.2) CHYPRE FRESCO
Nestas fragrâncias as notas de chypre estão associadas as notas verdes herbais aromáticas de gálbano e grama cortada, entre outras. Predominantemente masculinas.
d.3) CHYPRE AMBARADO
As notas chypre são associadas à notas animais que lembram o couro e Ambar. Predominantemente masculinas.

e) ORIENTAL
e.1) ORIENTAL AMBARADO
Notas orientais associadas as notas de madeira e âmbar . Predominantemente masculinas.

f) MUSK/ALMISCARADAS
São fragrâncias que transmitem bem estar, aconchego, calor, sensualidade.

Originalmente o Musk era natural, atualmente um odor químico substitui o original. Notas almiscaradas também são associadas à florais (white musks). Usado em fragrâncias femininas e masculinas.


Talvez você também goste dos vídeos a seguir:















 Visite o canal no Youtube: https://www.youtube.com/c/Quimicoweb



Precisando de essências? Conheça a loja do Quimicoweb: www.fabricadeperfumes.com.br
Read more...

Seguidores